Cyberbullying na escola piora com Pandemia:  Compliance e Especialista de Bullying podem amenizar o quadro.

Crianças conversando e apontando para outra criança

Pesquisa da Unicef- Fundo das Nações Unidas para a Infância, realizada em 2019, constatou o perigo do cyberbullying, escondido por trás das telas conectadas à Internet, pelo mundo.

Milhares de adolescentes e jovens responderam sobre a ameaça virtual sofrida. O resultado, apurado em 30 países, mostrou que 36% dos entrevistados foram expostos ao cyberbullying na escola e 19% declararam já terem se ausentado das aulas em decorrência dessa opressão. 

O Cyberbullying pode ser considerado uma evolução maléfica do bullying. Favorecidos pela condição anônima da Internet, agressores armaram-se ainda mais, pela facilidade de se ocultarem por trás de falsos perfis.

O problema persiste. Mais recentemente, uma pesquisa efetuada pelo Instituto iStart envolvendo 450 escolas públicas e particulares, mostra que em 57% destas há presença de problemas de coação por meio da Internet.

Tais fatos indicam que o Cyberbullying na Escola criou raízes profundas, que a sociedade vem tentando combater, sem sucesso. Um dos agravantes é a situação pandêmica vivenciada no mundo. Com o novo modelo de escola online os agressores virtuais ganham força.

A escola parou pressionada pelo Covid-19, mas o Cyberbullying avança a cada dia. A LDB (Leis de Diretrizes e Bases da Educação) impõe obrigatoriedade quanto à tomada de medidas para conscientizar, prevenir e combater a violência. Mas, a escola não tem conseguido agir sozinha.

Muitas não têm nem mesmo como orientar sobre a Lei 13.185/15, que criou o Programa de Combate à Intimidação Sistemática, em defesa das vítimas do bullying. O que se nota é a falta de orientação de especialista sobre bullying nas Escolas. Esse profissional aponta caminhos e conduz à criação de métodos eficientes para enfrentamento da situação.

A exemplo do que pode orientar, pode ser citado o Compliance Escolar, que além de auxiliar a gestão, manter a instituição em dia com as leis e prevenir riscos como perdas financeiras, auxilia também na concretização de um código de conduta escolar e seu cumprimento.

O Compliance educacional, é indispensável em situações como o Cyberbullying na Escola. Com ele uma cultura de comprometimento é criada e laços de respeito, empatia e tolerância são consolidados. 

Fontes de pesquisa:

https//wwwlegiscompliance.com.br/colunistas

https//www.unicef.org/brazil/comunicados-de-imprensa/mais-de-um-terco-dos-jovens-em-30-paises-relatam-ser-vitimas-bullying-online

https//fia.com.br/blog/cyberbullying/

https//novaescola.org.br/conteudo/16071/cyberbullying-atinge-57-das-escolas-diz-pesquisa

Palestras sobre Cyberbullying para escolas e instituições – ClassNet

Compartilhe


Open chat