Especialista Recomenda Que Escolas Se Adequem A LGPD O Mais Rápido Possível

A adequação à LGPD é algo que vem sendo discutido desde a instituição da Lei Geral de Proteção dos Dados, em 2018. Apesar de recente, a exigência em cima destas novas leis é uma realidade para as empresas.  

Segundo Francisco Gomes Júnior, advogado especialista em Direito Digital e que atua no escritório OGF Advogados, a ANPD (Conselho Diretor da Autoridade Nacional de Proteção de Dados) agiu de forma coerente.  

Isso porque o regulamento dá o prazo de 2 anos para que as empresas façam as devidas alterações nos sistemas e processos, bem como cultura da empresa.  

Como está acontecendo a adequação à LGPD 

Para assegurar a adequação à LGPD há a imposição de sanções e multas caso tais normas sejam descumpridas, mas segundo Francisco Gomes e suas respectivas pesquisas, os resultados ainda estão lentos.  

De acordo com os levantamentos realizados, metade das empresas ainda não realizaram as devidas alterações para se encaixarem nas normas da Lei Geral de Proteção dos Dados.  

Muitas empresas alegam que o maior obstáculo para a demora foi o Covid-19. De fato, a pandemia alterou a estrutura da sociedade e da forma de trabalho, mas, segundo Francisco, isso não será impeditivo para as sanções.  

De acordo com o especialista em Direito Digital, tudo foi feito de forma muito transparente e esclarecedora, de modo que a adequação à LGPD tivesse sido possível.  

Como fazer a adequação à LGPD 

Eis um dos obstáculos das empresas. É uma mudança significativa na estrutura do tratamento dos dados e muitas empresas recorrem às consultorias para tal adequação. 

De fato é um mercado em expansão, pois a fiscalização quanto ao cumprimento da LGPD, ao que indicam os especialistas, é uma realidade. 

Para saber mais sobre a adequação à LGPD e assuntos relacionados, acesse o Canal no Youtube.  

Compartilhe