Por que as crianças sofrem mais com o cyberbullying?

O cyberbullying é um crime cibernético realizado por trás das telas dos celulares, computadores e outros dispositivos móveis tão presentes no nosso dia a dia, o que considera que as crianças sofrem mais com o cyberbullying. 

Essa prática consiste em incomodar e prejudicar a vítima por meio de ataques online, geralmente pelas redes sociais, de diversos tipos diferentes. 

Sendo assim, com as crianças utilizando cada vez mais os canais digitais, estão muito sujeitas a sofrerem com esse tipo de prática, principalmente quando não possuem o suporte e o conhecimento necessários para evitar. 

Como é essa prática pela qual as crianças sofrem mais com o cyberbullying? 

O cyberbullying é a violência praticada por trás de plataformas digitais a exemplo das redes sociais, jogos, aplicativos de mensagens, entre outros. 

Essa prática é repetitiva e tem o objetivo de ferir e envergonhar as vítimas por meio do ambiente tecnológico. Assim, se configura como uma espécie de bullying, mas realizada através da internet e os dispositivos digitais. 

A incidência dessa prática e das consequências da mesma chamou a atenção das autoridades, fazendo com que o cyberbullying se configure como crime em 2015, tentando criar um ambiente mais seguro para diminuir o fato que as crianças sofrem mais com o cyberbullying. 

A constante ação relacionada aos agressores pode ser explicada por vários motivos, entre eles a sensação que a internet seria uma “terra sem lei”, sendo um local perfeito e sem consequências para o mesmo, uma vez que a fiscalização era quase inexistente. 

Assim, torna- se necessário o investimento no conhecimento para conseguir compreender como previnir e combater essa prática. 

Entretanto, mesmo depois da criação de leis jurídicas que proibissem essa ação, a presença do bullying virtual não sumiu por completo e, infelizmente, ainda faz parte de uma significativa parcela da população, em especial os mais jovens. 

Por que as crianças são tão afetadas por esse crime? 

Com a presença da modernização da sociedade e de todos os aspectos que rondam a mesma, a exemplo da tecnologia, internet e meios de comunicação, é possível observar a crescente demanda de dispositivos móveis no cotidiano e, em especial, no Brasil. 

Sendo assim, é inegável citar que as crianças também estão mais inseridas no mundo da tecnologia, uma vez que os pais ou responsáveis tendem a apresentar cada vez mais cedo as soluções rápidas para acalmar a criança. 

Desse modo, ao perceber a agitação do pequeno indivíduo, é bastante comum colocar um vídeo ou jogo para que a criança se distraia e acalme, gerando paz para todos os envolvidos na situação. 

Em vista disso, houve uma constante substituição dos brinquedos convencionais pelos aplicativos e meios digitais presentes no dia a dia de cada um. 

Nesse âmbito, segundo a Diretora de Inovação Dra Ana Paula, “as crianças usam muito a internet e, por não terem costume ou noção do perigo, se tornam alvos fáceis de agressores que praticam o crime do cyberbullying”. 

Por isso, fica explícita a necessidade de introduzir o mais cedo possível a educação digital, com o objetivo de minimizar esses acontecimento e preparar a possível vítima para se defender de forma efetiva. 

Como previnir o Cyberbullying? 

Diante do exposto, fica mais que clara a necessidade de prevenir e proteger as crianças dos perigos que podem estar presentes na internet. 

Para isso, é de pais e/ ou responsáveis, junto à escola e instituição de ensino, que insiram o conhecimento acerca do cyberbullying, explicando o conceito deste e dando dicas e alertas sobre o que fazer. 

Segundo a Diretora de Inovação Dra Ana Paula “ao inserir esse tipo de educação no cotidiano das crianças, elas estarão mais bem preparadas para encarar situações em que estejam vulneráveis, podendo lidar e proceder da maneira correta”. 

Nesse âmbito, palestras com profissionais qualificados e especialistas no assunto são uma ótima opção para compreender tudo acerca do cyberbullying e suas especificações, dando oportunidade para o conhecimento e abrindo portas para saber como lidar com esses casos. 

Um exemplo de uma palestra de alta qualidade pode ser exemplificada pelo endereço do link https://classnet.tech/palestras-sobre-cyber-bullying/ . realizada com o objetivo de abordar esses temas e ajudar a preparar para esses casos, diminuindo a incidência pela qual as crianças sofrem mais com o cyberbullying

Dra. Ana Paula Siqueira

A Dra. Ana Paula Siqueira, é especialista em direito digital e Diretora de Inovação da Class Net Treinamentos e Educação Digital. Ela é graduada em Direito e pós-graduada em Direito Empresarial pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Mestre e Doutoranda pela PUC/SP.

autora do livro “Comentários à Lei do Bullying 13.185/15”, vencedora do Prêmio Lumen 2018 de Responsabilidade Social com o seu programa “Proteja-se dos prejuízos do Cyberbullying” e Prêmio Selo De Referência Nacional 2019 – ANEC.

Entre em contato

Todos os cursos e palestras da ClassNet fornecem aos participantes certificado apto a comprovar o cumprimento da Lei do Bullying, nº 13.185/15, e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, nº 9394/96 artigo 12, incisos IX e X.

Para ter o Programa de Combate ao Bullying com muita interação lúdica sobre bullying na sua escola clique aqui para entrar em contato ou envie mensagens no WhatsApp 11-94828-2711

Se preferir pode ligar para: (11) 3876-0361 ou mandar um e-mail para: contato@classtech.tech

Siga-nos nas redes sociais

Facebook

LinkedIn

Instagram

YouTube

Compartilhe