Quer evitar problemas com o grupo do WhatsApp de mães? Leia esse artigo agora!

O WhatsApp é uma rede social extremamente popular no Brasil e no mundo, conseguindo atingir vários objetos. Assim, a presença de grupos online, principalmente de grupos de WhatsApp de mães pode ser muito vantajosa. 

Esses grupos são formados, de forma majoritária, por mães de alunos que estudam na mesma escola. Assim, conseguem ter grande noção do que está acontecendo no ambiente escolar a partir do diálogo com outras mães. 

Com isso, informações importantes, anúncios, datas de reuniões, possíveis perigos, eventos escolares, dúvidas sobre certos assuntos e várias outras questões podem ser resolvidas por esse meio de comunicação. 

Qual a importância dos grupos de WhatsApp de mães? 

Com movimentos globais de evolução da sociedade e de todos os aspectos que rondam a mesma, a exemplo da globalização, foi possível observar o processo de modernização em vários setores distintos, inclusive o da tecnologia. 

Os meios tecnológicos passaram por um grande desenvolvimento, tão significativo que reflete até os dias atuais, se tornando indispensáveis para a realização de uma infinidade de tarefas cotidianas. 

Assim, é fato que com o surgimento de dispositivos móveis, houve também a criação da internet e, por consequência, o surgimento das redes sociais, muito utilizadas no Brasil e no mundo. 

Essas redes sociais, como o WhatsApp, consegue ter funções diversas, seja para o lazer, trabalho, estudo, comunicação, aproximação, entre tantos outros. 

Nesse contexto, o grupo de WhatsApp pra mães assume a função de informar sobre os acontecimentos na escola em que os filhos estudam, estando em constante atualização acerca desses assuntos. 

Como previamente citado, é muito comum o diálogo entre as mães se aterem a conversas relacionadas aos estudantes, preocupando- se sempre com a segurança destes. 

Por isso, de acordo com a Diretora de Inovação Dra. Ana Paula “questões adversas que podem prejudicar de alguma forma o desenvolvimento da criança ou adolescente também podem (e devem) ser abordadas nesses grupos”. 

Exemplo disso é a prática do bullying, seja ele físico ou virtual (cyberbullying), visando encontrar soluções para sanar essas ações. 

Portanto, fica explícito que a importância do grupo das mães nessa rede social está diretamente relacionada com as formas que podem melhorar a vivência e convivência entre os filhos, tomando decisões que protejam o bem estar dos mesmos. 

Como evitar desavenças e problemas nos grupos de WhatsApp das mães? 

Por mais que essas mães tenham muito em comum ao manter uma comunicação acerca dos filhos que estudam na mesma escola, podem ter opiniões muito diferentes acerca de diversos assuntos. 

Assim, essa divergência de opiniões, quando não administrada da forma correta, pode causar problemas relacionados a política de bons modos aplicados nesses grupos. 

Consequências negativas dessa diferença de pensamentos podem surgir e afetar não somente as mães em questão, mas também os filhos das mesmas. 

Um exemplo a ser citado é a prática do bullying entre as crianças que, ao ouvirem que a mãe do coleguinha “ofendeu” de alguma forma a sua própria mãe, tende a defendê-la a partir do único método que consegue pensar: o bullying. 

Por isso, segundo a Diretora de Inovação Dra. Ana Paula “faz – se necessária a inserção de políticas de educação e palestras que visem alertar os estudantes sobre os efeitos que o bullying pode acarretar, tentando sanar ou, no mínimo, diminuir consideravelmente essa prática”. 

Portanto, é fato que as responsáveis precisam se comportar e adotar condutas para evitar problemas entre os grupos de WhatsApp de mães e fora deles, podendo observar algumas medidas a serem evitadas a seguir: 

  • Encher o grupo com mensagens de “bom dia”, “boa tarde” e “boa noite” e imagens não relevantes para o objetivo central; 
  • Iniciar ou citar debates sobre política, religião, sexualidade e vários outros assuntos polêmicos que podem vir a causar uma discussão; 
  • Expor atitudes de certas crianças questionando a postura dos pais da mesma, dando opiniões desnecessária sobre o assunto; 
  • Reclamar sobre a escola em geral ou professores específicos. 

Os tópicos citados acima são apenas algumas das sugestões do que não fazer em um grupo de WhatsApp de mães, evitando conflitos e problemas para que o grupo prospere e consiga atingir os objetivos sem nenhuma adversidade. 

Assim, essas condutas fazem parte de um projeto que visa a educação digital, transformando os grupos em espaços mais sucintos possível, além de conseguir prevenir a formação de indivíduos que praticam o bullying. 

Acerca do bullying realizado pelas crianças, é importante que a escola invista em palestras educativas com profissionais especializados no assunto, a exemplo da https://classnet.tech/palestras-sobre-cyber-bullying/ visando alertar sobre os perigos dessa prática (e todas as suas ramificações) e a importância de evitá-la ao máximo 

Além disso, é necessário que o grupo de Whatsapp das mães seja um assunto comentado entre elas, estabelecendo algumas políticas e regras que possam evitar os problemas citados. 

Dra. Ana Paula Siqueira

A Dra. Ana Paula Siqueira, é especialista em direito digital e Diretora de Inovação da Class Net Treinamentos e Educação Digital. Ela é graduada em Direito e pós-graduada em Direito Empresarial pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Mestre e Doutoranda pela PUC/SP.

autora do livro “Comentários à Lei do Bullying 13.185/15”, vencedora do Prêmio Lumen 2018 de Responsabilidade Social com o seu programa “Proteja-se dos prejuízos do Cyberbullying” e Prêmio Selo De Referência Nacional 2019 – ANEC.

Entre em contato

Todos os cursos e palestras da ClassNet fornecem aos participantes certificado apto a comprovar o cumprimento da Lei do Bullying, nº 13.185/15, e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, nº 9394/96 artigo 12, incisos IX e X.

Para ter o Programa de Combate ao Bullying com muita interação lúdica sobre bullying na sua escola clique aqui para entrar em contato ou envie mensagens no WhatsApp 11-94828-2711

Se preferir pode ligar para: (11) 3876-0361 ou mandar um e-mail para: contato@classtech.tech

Siga-nos nas redes sociais

Facebook

LinkedIn

Instagram

YouTube

Compartilhe