2 Dicas De Uma Especialista Em Cyberbullying Para Proteger A Sua Escola

Que tal uma volta às aulas sem cyberbullying? Apesar de parecer algo simples ou até mesmo uma preocupação desnecessária, ter o apoio de um especialista em cyberbullying é essencial para os alunos. 

A grande realidade é que o bullying está diariamente presente na vida dos alunos, principalmente nas crianças e adolescentes – algumas vezes, até mesmo os professores e outros colaboradores são os alvos. 

E como resolver isso? Será que a instituição tem qualificação para lidar com tudo isso sozinha? Na verdade, contar com um profissional faz toda a diferença nesse momento. Veja o que pode ser feito em apenas 2 dias.

Como um especialista em cyberbullying trabalha

Há uma nova lei a respeito do bullying e o assunto está se tornando cada vez mais falado. E não é à toa, pois é algo realmente muito sério. É justamente aí que entra o especialista em cyberbullying

Em apenas 2 dias é possível desenvolver um projeto considerável, mas como? Bem, a abordagem vai depender de cada profissional e, também, das particularidades de cada instituição de ensino.

Primeiramente, o profissional precisa realizar um diagnóstico da situação. Conversar com os colaboradores, avaliar quais são as medidas tomadas contra o bullying/cyberbullying e assim por diante. 

Isso pode ser feito em uma conversa prévia e afunilada no primeiro dia de atuação. 

Na primeira visita também é válido trazer informações didáticas sobre como os próprios colaboradores devem lidar com as situações. É importante que eles mesmos entendam a gravidade do problema.

O especialista em cyberbullying pode, no dia seguinte, fazer uma palestra com os alunos e realizar uma dinâmica depois.

Quando estamos lidando com crianças e adolescentes é preciso investir em projetos dinâmicos, pois é um público que perde o foco muito rápido (além de muitos não levarem o bullying a sério). 

Informações básicas (como a origem do bullying, o que é ou não é considerado bullying e coisas do gênero) são bem importantes, incluindo as questões legais que envolvem o assunto.

Os alunos precisam entender que praticar bullying ou cyberbullying é crime e deve ser respondido à altura. 

Considerando que o Brasil é o segundo país com mais casos de cyberbullying no mundo de acordo com algumas pesquisas, um bom especialista em cyberbullying é realmente necessário para o desenvolvimento dos alunos.

2 dias é suficiente?

Ter apenas dois dias de trabalho com um especialista é, de fato, pouco tempo. Entretanto, é um tipo de encontro que renderá bons frutos. 

Mas, claro, há muito a ser discutido e é preciso que o projeto se estenda. Palestras e atividades a respeito do tema devem ocorrer de forma recorrente para que os alunos comecem a colocar os aprendizados em prática. 

Lembrando que com a pandemia tudo piorou e ter o apoio de especialista em cyberbullying e todos os profissionais da área de educação é muito importante para as crianças e adolescentes. 

O quadro realmente é grave e a direção precisa começar a buscar ajuda profissionalizada para lidar com tudo isso. É uma forma de tornar o ambiente escolar muito mais saudável. 

Cyberbullying é mais difícil de combater

O Cyberbullying é mais difícil de combater, pois os alunos se escondem atrás de seus aparelhos ou computadores.

Muitos, inclusive, criam perfis falsos para atacar sem nenhum ressentimento outros colegas. Investigar todos esses casos é importantíssimo para dar um fim nisso tudo.

E, claro, poder contar com um especialista em cyberbullying é o primeiro passo para o combate. Quer saber mais? Acesse o site e confira mais conteúdos sobre o assunto.

Dra. Ana Paula Siqueira

A Dra. Ana Paula Siqueira, é especialista em direito digital e Diretora de Inovação da Class Net Treinamentos e Educação Digital. Ela é graduada em Direito e pós-graduada em Direito Empresarial pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Mestre e Doutoranda pela PUC/SP.

É autora do livro “Comentários à Lei do Bullying 13.185/15” e vencedora do Prêmio Lumen 2018 de Responsabilidade Social com o seu programa “Proteja-se dos prejuízos do Cyberbullying” e Prêmio Selo De Referência Nacional 2019 – ANEC.

Entre em contato

Todos os cursos e palestras da ClassNet fornecem aos participantes certificados apto a comprovar o cumprimento da Lei do Bullying, nº 13.185/15, e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, nº 9394/96 artigo 12, incisos IX e X.

Para ter o Programa de Combate ao Bullying com muita interação lúdica sobre bullying na sua escola clique aqui acima para entrar em contato ou envie mensagens no WhatsApp (11) 94828-2711

Se preferir pode ligar para: (11) 3876-0361

 Mande e-mail para: contato@classtech.tech

Siga-nos nas redes sociais: Facebook, LinkedIn, Instagram e YouTube.

Compartilhe