A Educação Inclusiva Pode Evitar O Bullying Na Escola?

Considerando que o bullying é uma realidade nas instituições de ensino e que o Brasil é o segundo país com mais casos de cyberbullying no mundo, evitar o bullying na escola é imprescindível para uma educação saudável. 

Há diversas formas de fazer isso, mas nenhuma irá trazer resultados do dia para a noite, é uma construção diária e que deve ser feita verdadeiramente com os alunos. 

Nesse cenário, será que uma educação inclusiva pode ajudar a combater as ações de bullying? Tudo aquilo que foge do padrão é alvo de intimidação e chacota para os alunos, sendo uma campanha inclusiva algo necessário. 

Como evitar o bullying na escola

Primeiramente, é preciso lembrar que para evitar o bullying na escola também há a necessidade de o tema ser trabalhado pelos próprios pais. É importantíssimo que o apoio e informações cheguem dentro e fora da escola.

Em relação ao programa inclusivo para combater o bullying, ele se torna fundamental, pois é justamente a minoria que acaba sofrendo mais com esse tipo de agressão. Os maiores temas de bullying são:

Trabalhar isso com crianças e adolescentes não será fácil, pois todos esses preconceitos são enraizados em nossa cultura e eles cresceram aprendendo isso.

Mesmo que não seja algo absolutamente descarado, pequenas coisas afetam a autoestima e confiança das crianças que sofrem bullying, levando a traumas que podem ser irreversíveis.

Evitar o bullying na escola com uma campanha inclusiva é a forma para que todos consigam estudar de maneira saudável e harmônica. 

Entretanto, até nas campanhas é preciso tomar muito cuidado, pois os alunos podem ser ainda mais cruéis quando notarem que medidas estão sendo tomadas para proteger aqueles que são caçoados. 

Dito isso, é importantíssimo que tudo seja conduzido por profissionais. É claro que os professores e colaboradores devem intervir, dar apoio e o suporte necessário, mas um especialista experiente em bullying faz toda a diferença. 

O que pode ser feito 

Como dito anteriormente, é interessante que um profissional conduza à solução do problema, caso não haja alguém especializado nessas questões no próprio corpo de colaboradores da escola. 

Fazer uma única palestra a respeito de bullying não irá surtir resultado, sendo preciso criar um programa que seja eficiente e que efetivamente faça com que os alunos se integrem sobre o assunto.

Caso seja uma escola que aborde do ensino fundamental ao médio, é interessante dividir o conteúdo para cada categoria, pois cada faixa etária precisa ser tratada de uma forma nesse momento.

E, claro, para evitar o bullying na escola é preciso colocar pautas inclusivas para que todos saibam respeitar as diferenças. 

Na cabeça das crianças, tudo é ainda mais confuso, pois elas ainda não possuem discernimento do que é certo ou errado, mas com o devido apoio as coisas irão caminhando. 

É interessante que o projeto vá além de palestras e panfletos. É importante ter atividades mais dinâmicas para ver se os alunos conseguem aplicar na prática aquilo que está sendo ensinado no dia a dia.

Fiscalização

A escola, assim como os pais, deve fazer a fiscalização dos alunos. Isso não quer dizer invadir a privacidade, mas ficar de olho nas ações, nas conversas, nos olhares da turma durante a aula.

Apesar de ainda serem crianças e adolescentes, eles sabem disfarçar quando necessário, então é preciso ficar de olhos bem abertos!

Enfim, evitar o bullying na escola é um longo caminho a ser percorrido, mas as escolas que investem nessa direção de forma inclusiva e respeitosa, colhem bons frutos no futuro. Quer saber mais? Acesse o site

Dra. Ana Paula Siqueira

A Dra. Ana Paula Siqueira é especialista em direito digital e Diretora de Inovação da Class Net Treinamentos e Educação Digital. Ela é graduada em Direito e pós-graduada em Direito Empresarial pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Mestre e Doutoranda pela PUC/SP.

É autora do livro “Comentários à Lei do Bullying 13.185/15” e vencedora do Prêmio Lumen 2018 de Responsabilidade Social com o seu programa “Proteja-se dos prejuízos do Cyberbullying” e Prêmio Selo De Referência Nacional 2019 – ANEC.

Entre em contato

Todos os cursos e palestras da ClassNet fornecem aos participantes certificados apto a comprovar o cumprimento da Lei do Bullying, nº 13.185/15, e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação, nº 9394/96 artigo 12, incisos IX e X.

Para ter o Programa de Combate ao Bullying com muita interação lúdica sobre bullying na sua escola clique aqui acima para entrar em contato ou envie mensagens no WhatsApp (11) 94828-2711

Se preferir pode ligar para: (11) 3876-0361

 Mande e-mail para: contato@classtech.tech

Siga-nos nas redes sociais: Facebook, LinkedIn, Instagram e YouTube.

Compartilhe