LGPD: Multas Aplicadas Pelo Governo Podem Afetar Vendas Pelo Whatsapp

Multas Aplicadas Pelo Governo Podem Afetar Vendas Pelo Whatsapp 

A LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados – interfere mais no dia a dia das empresas do que muitos imaginaram quando esta foi sancionada em 2018. 

Um exemplo disso é o impacto que a nova norma irá promover em vendas realizadas por aplicativos de mensagem, como o Whatsapp. Aliás, não apenas vendas diretas, mas troca de informações importantes. 

Àqueles que usam aplicativos como whatsapp, Instagram ou Telegram preciam se inteirar sobre as possíveis consequências para não serem pegos de surpresa no futuro. 

Quais são as implicações da LGPD no whatsapp 

A LGPD foi sancionada em 2018 e passou a valer em 2020, mas – de acordo com a Fundação Dom Cabral (FDC) – uma pesquisa levantou que apenas 40% das empresas alegam estarem perfeitamente adequadas à lei.  

Uma das novas configurações diz respeito aos aplicativos de comunicação, os chat-commerce. Nesse caso, é necessário desenvolver uma sistemática de tratamento, coleta e armazenamento de dados que vá de acordo com a LGPD

A plataforma deve dar todo o suporte, garantindo a proteção dos dados de todos os clientes contatos por esses aplicativos. 

Quais são as sanções  

Àqueles que usarem os aplicativos de mensagem indevidamente para coletar dados estarão sujeitos à multas e sanções.  

A multa pelo descumprimento da LGPD pode chegar até 50 milhões de reais, além de outras consequências que podem recair sobre o empreendimento. 

Dessa forma, especialistas alegam que a melhor maneira de lidar com as mudanças é implementar as premissas da Lei Geral de Proteção de Dados aos sistema e aplicativos. 

A LGPD já está em vigor e as sanções podem ser aplicadas para todos aqueles que não cumprirem as exigências feitas pela norma. Para saber mais, acesse o blog SLM ou o canal no Youtube.  

Compartilhe